sexta-feira, 20 de junho de 2008

Caroninha...

Como todos sabem, os carros da Fórmula 1, assim como quase todos os carros de corrida, são projetados para acomodar apenas um piloto. No entanto, em algumas ocasiões, eles foram usados para carregar um passageiro, nem que ele fosse agarrado no "santo-antônio".
Abaixo, algumas ocasiões em que isso aconteceu. Eu só me lembrava de uma delas.

Nos anos 60, o neozelandês Denis Hulme, no GP da Alemanha, no velho circuito de Nurburgring Nordschleife, levando o australiano Jack Brabham.

Essa foto de Jackie Stewart na carona, no GP de Mônaco de 1967, é sensacional! Mas quem estava dirigindo?

Em 1986, Nelson Piquet, depois de vencer o GP da Alemanha, no velho, e meu predileto, circuito de Hockenheim, levou na carona o finlandês Keke Rosberg.

No ano seguinte, na mesma pista, o mesmo piloto, e o caroneiro da vez é o francês Alain Prost.



Em 1991, Nigel Mansell, depois de vencer o GP de sua terra natal, levou Ayrton Senna, que ficou no caminho em virtude uma pane seca, até o paddock.


Dessa eu não me recordava: Michael Schumacher dando carona a Jean Alesi, vencedor da única vitória em sua carreira: o GP do Canadá de 1995.



Dessa aqui também não: o alemão, choferando, desta vez, o italiano Giancarlo Fisichella, no GP da Alemanha de 1997.

Será que alguém hoje se arriscaria a pegar carona, tendo que se sentar em cima dos penduricalhos aerodinâmicos? Ainda bem que isso tudo vai acabar em 2009!

FONTE: desse blog que também é muito bom

Um comentário:

Julio Cezar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.